ENGENHARIA AGRONÔMICA

A Engenharia Agronômica tem sido cada vez mais valorizada nos últimos anos, já que o Brasil representa a grande força mundial no agronegócio.

Diante das exigências de qualidade e controle dos produtos de origem vegetal e animal no mercado internacional e nacional, o Engenheiro Agrônomo é indispensável para a conquista do sucesso nestas áreas de atuação. Além de responsabilizar-se por todo o processo de planejamento, orientação e execução dos trabalhos relacionados à produção de alimentos de origem animal e vegetal, sua liberação de acordo com as normas sanitárias para a comercialização e consumo, o Engenheiro Agrônomo também pode atuar na manutenção e conservação ambiental.

Dentro do âmbito das mudanças globais, a Região Sul de Minas Gerais apresenta um vasto mercado em transformação, principalmente em relação à agropecuária. As "fazendas tradicionais" tendem a se tornarem "empresas agropecuárias", utilizando como ferramenta novas tecnologias, com isso, o Engenheiro Agrônomo torna-se indispensável.

Diferencial do Curso


 
O graduado em Engenharia Agronômica, pelo Centro Universitário de Itajubá deverá apresentar formação generalista, tornando-se apto para compreender as necessidades da região nos diversos campos de atuação. O município de Itajubá e regiões adjacentes mantêm características agropecuárias e fragmentos da Mata Atlântica, o que possibilita a realização de estágio em fazendas, haras e granjas, além de laticínios e frigoríficos. O ambiente diversificado para a realização de estágios e desenvolvimento de práticas é o diferencial para o Curso de Engenharia Agronômica do Centro Universitário de Itajubá, que permitirá aos alunos conhecerem as diferentes áreas de atuação profissional.
O mercado de trabalho do Engenheiro Agrônomo é diversificado, o profissional pode atuar como autônomo, empresário, empregado do setor privado ou público ou membro de equipe multidisciplinar no âmbito de diversos campos de conhecimento.

O Engenheiro Agrônomo atua na administração de propriedades rurais; em postos de fiscalização, aeroportos e fronteiras como agente de defesa sanitária; em órgãos públicos como agente de desenvolvimento rural, ou na padronização e classificação dos produtos agrícolas.

Pode atuar em empresas de projetos agropecuários, rastreabilidade, certificação de alimentos, fibras e biocombustíveis; em indústrias de alimentos e insumos agrícolas; em empresas que atuam na gestão ambiental e do agronegócio.

Atuam também no setor público ou privado no controle de pragas e vetores em ambientes urbanos e rurais; em empresas e laboratórios de pesquisa científica e tecnológica. Também pode atuar de forma autônoma, em empresa própria ou prestando consultoria.
Sobre o curso

Turno: Diurno
Duração: 5 anos - 10 semestres
Período : Semestral
Coordenador: -

Tour virtual