scaneie o código ou clique aqui

Posto de Atendimento Pré-Processual é inaugurado devido à parceria entre FEPI e TJMG

A partir do dia 27/09, Itajubá e cidades circunvizinhas contam com uma unidade do PAPRE – Posto de Atendimento Pré-Processual, voltada para a conciliação de demandas que ainda não foram judicializadas. A inauguração do PAPRE se deu devido a parceria entre o Centro Universitário de Itajubá e o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) por meio do Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG.

Os atendimentos do PAPRE serão realizados no Núcleo de Prática Jurídica – NPJ, ao lado do Auditório Prof. Antônio de Oliveira Rosa, na FEPI, onde foi realizada a cerimônia de inauguração que contou com a presença da Magnífica Reitora do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, Profª Cidélia Maria Barbosa Lima; da 3ª vice-presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargadora Mariangela Meyer; da juíza coordenadora do Cejusc local, Luciene Cristina Marassi Cagnin; demais autoridades da região, professores e alunos.

A Reitora do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, Profª Cidélia Maria Barbosa Lima, falou da importância da parceria firmada destacando que, por meio do PAPRE, será possível contribuir para a sociedade e para a formação dos alunos: “nossos professores e alunos se empenharão para que seja proporcionado aos cidadãos um serviço de qualidade, e poderão enriquecer sua formação ao terem um contato mais direto com as técnicas de resolução de conflitos, é uma honra estabelecer essa parceria com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais”.

A desembargadora citou a conciliação como uma forma de acelerar processos e chegar a soluções de formas menos conflituosas e mais satisfatórias para as partes envolvidas num processo judicial, enfatizando que o propósito do PAPRE é o de reduzir a excessiva judicialização de demandas, assegurando aos cidadãos, o direito à Justiça.

A juíza Luciene Cristina Marassi Cagnin, classificou a instalação do PAPRE na cidade, como um expressivo avanço. “Há uma mudança de mentalidade dos operadores do Direito e da própria comunidade em relação aos métodos de conciliação e mediação para solucionar conflitos”.

As atividades do PAPRE serão acompanhadas pelo TJMG no que se refere aos mecanismos de conciliação e mediação. Mais informações sobre os atendimentos podem ser obtidas por meio do número: (35) 3629-8444 – Núcleo de Prática Jurídica.