scaneie o código ou clique aqui

Diversas possibilidades de atuação são apresentadas aos alunos na XVI Jornada Sul Mineira de Fisioterapia

Do dia 05 a 07/05 foi realizada a XVI Jornada Sul Mineira de Fisioterapia do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, evento bastante esperado por alunos e professores por trazer, assuntos complementares aos vistos em sala de aula e por também expor as diversas possibilidades de atuação do Fisioterapeuta.

Na abertura da Jornada, o Reitor da instituição, Prof. Erwin Rolf Mádisson Júnior, destacou o papel fundamental dos fisioterapeutas, especialmente, os professores, alunos e ex-alunos que têm atuado na Santa Casa de Misericórdia de Itajubá e Hospital de Clínicas de Itajubá. Essa imprescindível colaboração também foi exaltada pelo Pró-Reitor Acadêmico, Prof. Dr. Alexandre Souza e Silva, que falou da excelência dos profissionais que a FEPI tem formado.

“O Fisioterapeuta Empreendedor” foi a palestra que abriu a Jornada. O consultou do Sebrae, Wilson Caldeira, compartilhou conceitos sobre empreendedorismo e experiências práticas com empreendimentos na área da saúde. Em seguida, a Dra. Ana Carolina Brizola Brizzi falou sobre: “Neuromodulação: Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua e Estimulação Transcraniana Magnética no tratamento fisioterapêutico das alterações neuromotoras” enfatizando a eficiência e importância desses tratamentos, suas possibilidades, aplicabilidade, destacando que é uma área que tem ganhado muita notoriedade na Fisioterapia.

No segundo dia de Jornada aconteceram as palestras, “Avaliação Fisioterapêutica da Dor Musculoesquelética” tema trazido pela Dra. Dafne Karen da Silva. Além dos aspectos técnicos da dor, ela inspirou os espectadores a levarem em conta a subjetividade da dor e sempre olharem para o paciente com empatia: “O bom profissional sabe ouvir o paciente, considerar suas palavras e sinais, é preciso nos importar de fato e ter afeto, além de contarmos com a segurança do conhecimento teórico”.

Trazendo um tema bastante atual, Dra. Samira Martines Ciarrochi Monteiro falou da “Atuação do Fisioterapeuta na Reabilitação Pós-Covid – 19”. Após contextualizar sobre a doença explicando sua complexidade e comportamento no corpo humano, ela reforçou a necessidade da atenção devida ao paciente que contraiu o Covid quanto à reabilitação, mostrando os procedimentos usados para a total recuperação.

No último dia do evento: “Fisioterapia na ruptura de tendão calcâneo em atletas: Experiência prática”, foi a palestra ministrada pelo Prof. Dr. Miguel Ambrósio Neto. Ele mostrou o trabalho realizado na recuperação de atletas de alto rendimento, como são feitos os diagnósticos, reforçou a importância do trabalho de uma equipe multiprofissional, os tratamentos e resultados. E a Dra. Flávia Doná encerrou o ciclo de palestras com o tema: “Avaliação Funcional do Equilíbrio Corporal e do Andar” especialmente em pacientes idosos; ela apresentou testes que auxiliam no diagnóstico e os tratamentos que podem ser implementados.

Sobre a Jornada, a aluna Annie Pontes falou: “Essa foi a minha primeira experiência com a jornada e estou ansiosa para participar das próximas, contribuindo como congressista e adquirindo o máximo de conhecimento que as palestras trazem. Desta forma, expresso minha enorme satisfação e gratidão. Tenho grandes expectativas com o curso que nos transforma e tornará excelentes profissionais”.

O Coordenador do curso e Vice-Reitor, Prof. Dr. Luís Henrique Sales Oliveira destacou o interesse e empenho dos alunos que prestigiaram o evento: “Tivemos mais de 90% dos alunos do curso participando da Jornada, é satisfatório ver o interesse e empenho em honrar as atividades propostas. O curso tem 20 anos e nos 16 anos em que faço parte deste seleto grupo, pude ver e compartilhar do crescimento de todos os envolvidos. Temos inserido ótimos profissionais no mercado de trabalho, no âmbito regional e até nacional. Temos um time forte e focado em exercer a Fisioterapia com a máxima competência, levando muito a sério o cuidado com as pessoas” concluiu o coordenador.