scaneie o código ou clique aqui

Diversas possibilidades de atuação são apresentadas aos alunos na XVI Jornada Sul Mineira de Fisioterapia

Do dia 05 a 07/05 foi realizada a XVI Jornada Sul Mineira de Fisioterapia do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, evento bastante esperado por alunos e professores por trazer, assuntos complementares aos vistos em sala de aula e expor as diversas possibilidades de atuação do Fisioterapeuta.

Na abertura da Jornada, o Reitor da instituição, Prof. Erwin Rolf Mádisson Júnior, destacou o papel fundamental dos fisioterapeutas, especialmente, os professores, alunos e ex-alunos que têm atuado na Santa Casa de Misericórdia de Itajubá. Essa imprescindível colaboração também foi exaltada pelo Pró-Reitor Acadêmico, Prof. Dr. Alexandre Souza e Silva, que falou da excelência dos profissionais que a FEPI tem formado.

“O Fisioterapeuta Empreendedor” foi a palestra que abriu a Jornada. O consultou Sebrae, Wilson Caldeira, compartilhou conceitos sobre empreendedorismo e experiências práticas com empreendimentos na área da saúde. Em seguida, a Dra. Ana Carolina Brizola Brizzi falou sobre: “Neuromodulação: Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua e Estimulação Transcraniana Magnética no tratamento fisioterápico das alterações neuromotoras” enfatizando a eficiência e importância desses tratamentos, suas possibilidades, aplicabilidade, destacando que é uma área que tem ganhado mais notoriedade na Fisioterapia.

No segundo dia da Jornada Sul Mineira de Fisioterapia, “Avaliação Fisioterapêutica da dor Musculoesquelética” foi o tema trazido pela Dra. Dafne Karen da Silva. Além dos aspectos técnicos da dor, ela inspirou os espectadores a levarem em conta a subjetividade da dor e sempre olharem para o paciente com empatia: “O bom profissional sabe ouvir o paciente, considerar suas palavras e sinais, é preciso nos importar de fato e ter afeto, além de contarmos com a segurança do conhecimento teórico”.

Trazendo um tema bastante atual, Dra. Samira Martines Ciarrochi Monteiro falou da “Atuação do Fisioterapeuta na reabilitação Pós-Covid – 19”. Após contextualizar sobre a doença explicando sua complexidade e comportamento no corpo humano, ela reforçou a necessidade da atenção devida ao paciente que contraiu o Covid quanto à reabilitação, mostrando os procedimentos usados para a total recuperação.

No último dia do evento: “Fisioterapia na ruptura de tendão calcâneo em atletas: Experiência prática”, palestra ministrada pelo Prof. Dr. Miguel Ambrósio Neto. Ele mostrou o trabalho realizado na recuperação de atletas de alto rendimento, como são feitos os diagnósticos. Reforçou a importância do trabalho de uma equipe multidisciplinar, os tratamentos e resultados. E a Dra. Flávia Doná encerrou o ciclo de palestras com o tema: “Avaliação Funcional do Equilíbrio Corporal e do andar” especialmente em pacientes idosos; ela apresentou testes que auxiliam no diagnóstico e os tratamentos que podem ser implementados.

Sobre a Jornada, a aluna Annie Pontes falou: “Essa foi a minha primeira experiência com a jornada e estou ansiosa para participar das próximas, contribuindo como congressista e adquirindo o máximo de conhecimento que estes eventos. Desta forma, expresso minha enorme satisfação e gratidão. Tenho grandes expectativas com o curso que nos transforma e tornará excelentes profissionais”.

O coordenador do curso e Vice-Reitor, Prof. Dr. Luís Henrique Sales Oliveira destacou o interesse e empenho dos alunos que prestigiaram o evento: “Tivemos mais de 90% dos alunos do curso participando da Jornada, é satisfatório ver o interesse e empenho em honrar as atividades propostas. O curso tem 20 anos e nos 16 anos em que faço parte posso ver o crescimento dele. Temos inserido ótimos profissionais no mercado de trabalho, no âmbito regional e até nacional. Temos um time forte e focado em exercer a Fisioterapia com a máxima competência, levando muito a sério o cuidado com as pessoas” concluiu o coordenador.